Pen of the year 2014

UM DOS MAIS BONITOS PALÁCIOS DA EUROPA

Um dos mais bonitos palácios estilo Barroco da Europa está localizado perto de São Petersburgo: o Palácio de Catarina.

Foi originalmente construído como um palácio de verão para Catarina I em 1718. A estrutura despretensiosa foi então transformada em uma residência brilhante durante o reinado de Elizabeth I: o palácio foi ampliado e revestido de dourado por dentro e por fora. Ele também abriga tesouros como a famosa Sala de Âmbar, que foi reconhecido como a "Oitava Maravilha do Mundo". O palácio tornou-se então a residência favorita de Catarina, a Grande. Ela passou quase todas as primaveras e verões lá a partir de 1763. Muitas áreas deste magnífico edifício foram remodeladas - dando espetacular expressão para o espírito de seu tempo e de seu poderoso império.
Pen of the year 2014

UM FILÓSOFO NO TRONO

Catarina foi a única mulher na história a governar e a quem foi dado o apelido de "a Grande". 

Esta monarca enérgica fortaleceu a economia de seu país e reformou sua administração. Ela era cheia de alegria, muito bem educada, compunha música e mantinha estreita correspondência com Voltaire, o pensador mais influente do Iluminismo. Catarina II apoiou fortemente a cultura e as artes, e abriu seu império às ideias europeias modernas.

Ela emitiu um manifesto convidando a imigração estrangeira, convidando as pessoas da Europa Ocidental para se estabelecerem na Rússia, a descobrir seus lagos e rios, bem como "todos os seus minérios preciosos e metais diversos". Uma expedição foi iniciada em 1765, a mando da czarina para desenvolver novas fontes de jaspe, ágata e cornalina nos Urais. Vários anos depois, Catarina, a Grande encomendou um monumento único à riqueza natural do seu país.
Pen of the year 2014

UM GRANDE MOMENTO ARQUITETÔNICO

Em 1779, Catarina, a Grande convocou para sua corte um arquiteto escocês que atraiu considerável atenção na Europa:

Charles Cameron viajou a Roma em 1768 para buscar a permissão do Papa para medir um sitio e escavar nas ruínas de termas imperiais romanas.
As investigações de Cameron agradaram seus contemporâneos e lançaram as bases para a sua reputação como uma autoridade proeminente em arquitetura antiga. Seu grande momento veio quando a imperatriz russa deu-lhe a oportunidade de combinar o seu fascínio por antiguidades greco-romanas com outro tema favorito de alta nobreza: o mundo dos minerais. Isso resultou nos brilhantes Salas de Ágata do Palácio de Catarina.
Pen of the year 2014

UMA OBRA-PRIMA PARA A SUA MAJESTADE

Catarina, a Grande queria salas de banho inspirados nos utilizados pelos romanos - e ela queria uma estrutura de Charles Cameron na década de 1780 que foi absolutamente impressionante.

O mesmo era verdade para as sete salas especialmente luxuosas existentes no piso superior dos banhos. A pedido da Imperatriz, as paredes foram ricamente adornadas com jaspe polido dos Urais. Na época, foi chamado de ágata jaspe, que deu às salas seu nome: as Salas de Ágata.Assentar as gemas em uma área tão grande exigia uma quantidade extravagante e representava um grande desafio para os artesãos, pois estes minerais preciosos são muito duros e difíceis de se trabalhar, ao contrário do mármore. No entanto, o empreendimento foi um sucesso. As magníficas salas atenderam à expectativas da Imperatriz, que passou a escrever toda a sua correspondência pessoal no local.

Pen of the year 2014

HISTÓRIA ESCRITA

Catarina, a Grande queria salas de banho inspirados nos utilizados pelos romanos - e ela queria uma estrutura de Charles Cameron na década de 1780 que foi absolutamente impressionante. 

Três grandes pedras de jaspe vermelho-marrom são incorporadas ao corpo banhado a platina da caneta tinteiro e vislumbram de forma perfeita a aura dessas magníficas salas. Numerosos polimentos dão a essas pedras um brilho vibrante inimitável. O corpo também é gravado com filigranas que ecoam um elemento de estilo formativo das Salas Ágata. A tampa da caneta-tinteiro é adornada com uma pedra de quartzo russo cinza cintilante, com um acabamento facetado.
Pen of the year 2014

O ESPLENDOR DE UMA ERA

A luxuosa Edição Especial da Caneta do Ano "Palácio de Catarina" combina o chapeamento em ouro 24 quilates com uma pedra preciosa, obra de refinamento extraordinário.

O corpo está decorado com seis pedras de jaspe lindamente projetadas e emolduradas por rosetas primorosamente trabalhadas em ouro de 24 quilates e plaquetas de resinas preciosas de ébano, incrustadas à mão. 

Duas pedras de quartzo russo amarelo facetado coroam o topo da tampa e o topo final da caneta tinteiro. Ambas as edições vêm com uma pena bicolor feita à mão em ouro 18 quilates. Uma tampa protege o botão rotativo do mecanismo de êmbolo.
Pen of the year 2014

PRODUZIDA À MÃO POR UM MESTRE HABILIDOSO

A criação da Caneta do Ano "Palácio de Catarina" determina o mais alto padrão em uma peça artesanal.

E quem melhor para atender a essas demandas do que a Oficina Âmbar do Palácio de Catarina? A oficina é composta por artesões de várias disciplinas que cuidam do meticuloso trabalho de restauração do palácio, proporcionando o máximo de perfeição.

Assim, eles foram capazes de restaurar esses tesouros arquitetônicos, como a Sala de Âmbar ou as Salas de Ágata ao seu esplendor original. Estes mestres introduziram a sua incomparável habilidade individualmente a cada Caneta do Ano "Palácio de Catarina".

BANHADA A PLATINA
BANHADA A OURO
BANHADA A PLATINA
BANHADA A OURO
Produzida em homenagem às salas de Ágata, do Palácio de Catarina, a caneta do ano traz o brilho e a estética de uma grande era vivida de forma fascinante. Ambas as edições vem com pena bicolor em ouro 18 quilates, produzida à mão.
  • Banhado a platina adornada com três grandes pedras marrom-avermelhadas de jaspe e gravado com um padrão de correntes
  • Instrumentos de escrita individualmente numerados
  • Pena feita à mão em ouro 18 quilates
  • Disponível nas larguras de ponta M, F, B e BB
  • A tampa da caneta é adornada com uma pedra de quartzo russo cintilante facetado cinza
  • Exclusivo estojo de madeira com gaveta extra e espaço para 6 instrumentos de escrita adicionais, Livreto ilustrado de alta qualidade e certificado que atesta a origem e exclusividade da caneta
  • Limitada a 1000 peças
Produzida em homenagem às salas de Ágata, do Palácio de Catarina, a caneta do ano traz o brilho e a estética de uma grande era vivida de forma fascinante. Ambas as edições vem com pena bicolor em ouro 18 quilates, produzida à mão.
  • Edição Especial, banhada a ouro 24 quilates, adornada por seis pedras de Jaspe e rosetas lindamente gravadas
  • Instrumentos de escrita individualmente enumerados
  • Pena feita à mão em ouro 18 quilates
  • Disponível na largura ponta M
  • A tampa da caneta é adornada por pedras de quartzo russo amarelas
  • Exclusivo estojo de madeira com gaveta extra com espaço para 6 instrumentos de escrita adicionais, Livreto ilustrado de alta qualidade e um certificado de origem e exclusividade da caneta
  • Limitado a 150 peças

BANHADA A PLATINA

Três pedras de jasper marrom-avermelhada são incrustadas no corpo banhado a platina da caneta tinteiro vislumbram a aura das magníficas Salas de Ágata. O corpo recebeu a gravação de delicado filigrana que ecoa um elemento decorativo das salas. A tampa da caneta tinteiro é adornada com um cintilante quartzo russo cinza facetado.

BANHADA A OURO

A luxuosa edição especial da caneta do ano "Palácio de Catarina" combina o requinte extraordinário do ouro de 24 quilates com pedras artesanalmente lapidadas. O corpo é decorado com seis pedras de jasper belamente projetado: eles são enquadrados por rosetas primorosamente trabalhadas em ouro de 24 quilates, incorporadas à mão às plaquetas de resina preciosa de ébano. Duas pedras com de quartzo russo amarelo facetados coroam a tampa e o topo da caneta tinteiro.
Produzida em homenagem às salas de Ágata, do Palácio de Catarina, a caneta do ano traz o brilho e a estética de uma grande era vivida de forma fascinante. Ambas as edições vem com pena bicolor em ouro 18 quilates, produzida à mão.
  • Banhado a platina adornada com três grandes pedras marrom-avermelhadas de jaspe e gravado com um padrão de correntes
  • Instrumentos de escrita individualmente numerados
  • Pena feita à mão em ouro 18 quilates
  • Disponível nas larguras de ponta M, F, B e BB
  • A tampa da caneta é adornada com uma pedra de quartzo russo cintilante facetado cinza
  • Exclusivo estojo de madeira com gaveta extra e espaço para 6 instrumentos de escrita adicionais, Livreto ilustrado de alta qualidade e certificado que atesta a origem e exclusividade da caneta
  • Limitada a 1000 peças
Produzida em homenagem às salas de Ágata, do Palácio de Catarina, a caneta do ano traz o brilho e a estética de uma grande era vivida de forma fascinante. Ambas as edições vem com pena bicolor em ouro 18 quilates, produzida à mão.
  • Edição Especial, banhada a ouro 24 quilates, adornada por seis pedras de Jaspe e rosetas lindamente gravadas
  • Instrumentos de escrita individualmente enumerados
  • Pena feita à mão em ouro 18 quilates
  • Disponível na largura ponta M
  • A tampa da caneta é adornada por pedras de quartzo russo amarelas
  • Exclusivo estojo de madeira com gaveta extra com espaço para 6 instrumentos de escrita adicionais, Livreto ilustrado de alta qualidade e um certificado de origem e exclusividade da caneta
  • Limitado a 150 peças

BANHADA A PLATINA

Três pedras de jasper marrom-avermelhada são incrustadas no corpo banhado a platina da caneta tinteiro vislumbram a aura das magníficas Salas de Ágata. O corpo recebeu a gravação de delicado filigrana que ecoa um elemento decorativo das salas. A tampa da caneta tinteiro é adornada com um cintilante quartzo russo cinza facetado.

BANHADA A OURO

A luxuosa edição especial da caneta do ano "Palácio de Catarina" combina o requinte extraordinário do ouro de 24 quilates com pedras artesanalmente lapidadas. O corpo é decorado com seis pedras de jasper belamente projetado: eles são enquadrados por rosetas primorosamente trabalhadas em ouro de 24 quilates, incorporadas à mão às plaquetas de resina preciosa de ébano. Duas pedras com de quartzo russo amarelo facetados coroam a tampa e o topo da caneta tinteiro.
Pen of the year 2014

APRESENTAÇÃO DE ALTA QUALIDADE

CANETA DO ANO 2014

Cada instrumento de escrita é numerado individualmente e vem em um estojo de madeira preto altamente polido. Ele inclui um certificado assinado pessoalmente pelo Diretor da Oficina de Âmbar, Boris Igdalov, atestando a autenticidade das pedras preciosas russas.

O estojo de madeira pode também ser usado como estojo de colecionador pois há espaço para um segundo berço para seis canetas.